Logotipo Menu

A criatividade exige a coragem de deixar as certezas de lado. Erich Fromm

São novos tempos. A comunicação deixou de ter limites: on-line, off-line. Esforços coletivos trazem melhores resultados quando falamos em COMUNICAÇÃO. Pensar junto é criar mais, pensar em conjunto é ampliar o horizonte e multiplicar resultados. Esse é o nosso business. A Continental OP é uma agência de comunicação full service fundamentada em soluções integradas, com a missão de oferecer mais do que um acordo comercial. Fornecemos conhecimento, com objetivo de empreender esforços conjuntos para que cada cliente possa gozar da mais alta reputação junto ao seu público-alvo, influenciando pessoas de maneira ética e de bom gosto. Queremos ser e somos diferentes. Envolvemos todos os players mercadológicos para definir um melhor planejamento estratégico, agregando novas ações à necessidade do cliente através de processos criativos e participativos. Veja na prática o que desenvolvemos por aqui, e descubra o que nós podemos fazer pela sua empresa, produto ou negócio. Tudo num só lugar, sem limites.

Brincar com as mídias é o referencial da agência de publicidade Continental OP

O objetivo de qualquer agência de publicidade é fazer um trabalho relevante nos meios de comunicação disponíveis. Todavia, não é apenas esse o objetivo da Agência Continental OP no desenvolvimento de seus trabalhos. O foco da agência é, de todas as formas, “brincar” com as mídias. Para quem achava que não era possível brincar e fazer um ótimo trabalho publicitário estava enganado.

Segundo o publicitário Alcides Simioni, a Continental OP não estabelece fronteiras. Os limites do jornal, rádio ou TV, por exemplo, estão estabelecidos, mas todo o trabalho deve ser uma libertação dos limites estabelecidos. Um exemplo foi um trabalho desenvolvido em 2014 para a Construtora Fontana, de Criciúma/SC, onde um anúncio de jornal foi dividido em seis partes e cada parte teve uma página dupla. Ou seja, num mesmo dia, num jornal com 24 páginas, 12 páginas foram dedicadas ao anúncio da construtora.

Outro trabalho, no ano de 2015 para a mesma construtora, trouxe seis rodapés de jornal espelhados, com o intuito de divulgar as entregas dos empreendimentos da construtora e ainda trouxe um trabalho único, que foi a divulgação de boas notícias que já tinham acontecido no ano de 201 5 até o momento. E ainda, no meio televisivo, foi feito um trabalho para a construtora, onde um break comercial inteiro foi dedicado à campanha institucional da mesma.

Segundo Simioni, a forma como se faz publicidade nos veículos de informação está condenada, o que não estão condenados são os próprios veículos. O publicitário tem que deixar de ser apenas um propagandista, porque o publicitário cria coisas novas a todo o momento. Ele deve publicar novas formas e linguagens nas mesmas mídias. E isso, além de ser uma teoria apresentada em meio acadêmico, pode ser visto na Continental OP, que é a prova viva de que isso pode ser colocado em prática. Não só no sentido de poder ser feito, mas de trazer resultado.

- A continental é a única agência do Sul do estado de Santa Catarina que interage com as três formas de fazer mídia: digital, eletrônica e impressa. Acreditamos que os meios sempre continuarão, mas as formas mudam - concluiu Simioni. 

Contato

99636.2331

48  


3045.3044

48  

Rua Pedro Rodrigues Lopes, 445 - Comerciário - Criciúma - SC

atendimento@continentalop.com.br

Alcides Simioni presente na FILESP 2014

11/06/2015

O publicitário Alcides Simioni participou da 15ª edição do FILE - Festival Internacional de Linguagem Eletrônica, em São Paulo, no Centro Cultural FIESP - Ruth Cardoso. O evento é composto por mostras de projetos artísticos de diversos países, trazendo ao Brasil as tendências das novas linguagens eletrônicas e digitais.  

O festival visa disseminar e desenvolver cultura promovendo instalações interativas, performance, games, animações, maquinemas, videoarte, workshops, obras de net e sound art, além de uma seleção de obras de artistas japoneses em parceria com o Japan Media Arts Festival. O FILE está dividido em quatro pontos: a Galeria de Arte, a Galeria de Arte Digital do SESI, o Espaço FIESP e o Espaço Mezanino, e na calçada das estações de metrô Consolação, Trianon-Masp e Brigadeiro. 

As performances interativas realizadas no metrô convidam o espectador a interagir, por meio de dispositivos vestíveis, que visam encorajar a comunicação off-line através do toque e do contato visual. Entre as outras atrações estão o "Arart", um aplicativo que dá vida aos objetos; o "Europe in 8 bits"; um documentário que revela como transformar o hardware de velhos videogames em ferramentas para criar sons e um estilo musical inovador; e ainda o "Aspect", que trata-se de uma meditação sobre videogames, sonhos e o caminhar com as próprias sombras.

O File segue suas exposições até o dia 5 de outubro.